Blog
Blog de conteúdos e artigos para "pessoas" que desenvolvem "pessoas", dentro ou fora das organizações.

ESPIRITUALIDADE NAS EMPRESAS – MITOS E VERDADES SOBRE ESTE TEMA QUE AINDA É TRATADO COM INDIFERENÇA POR INÚMERAS ORGANIZAÇÕES – categoria: Transformação Cultural

Por Vânia Faria

Falar de espiritualidade no âmbito organizacional ainda gera muito preconceito, distanciamento e medo nas pessoas. Você sabe explicar porque isso acontece?

Flor de Lótus - Evolução Humana ConsultoriaQuando entrei em contato com as teorias e ensinamentos de Richard Barrett – na minha opinião, um dos mais expressivos consultores organizacionais da atualidade  – sobre as questões de espiritualidade nas organizações, fiquei feliz e preocupada ao mesmo tempo. Feliz por saber que existem formas de ampliar a espiritualidade em uma empresa e até mesmo de mensurar o quão espiritual ela é. Preocupada fiquei ao pensar como eu levaria esses conceitos para as empresas brasileiras a partir daquela ampliação de consciência que eu estava tendo ao reconhecer as dimensões abordadas por Barrett em toda a sua obra.

Porém, imediatamente abracei a causa com paixão e vontade de realmente começar a disseminar tudo aquilo que aprendi, nas empresas por onde eu fosse passando através do meu trabalho de consultora organizacional. Confesso que no início tive medo e bastante cautela. Pensei: “Isto é um trabalho para missionários!”  – Então eu teria que me tornar uma missionária? Bem, meu coração dizia que eu teria que seguir adiante com aquela missão. Era mesmo um chamado!

Não dava para negar a existência de possibilidades de fazer um trabalho diferenciado nas empresas no quesito desenvolvimento humano e organizacional e elevação de consciência. Aqueles conceitos faziam tanto sentido para mim que saí de fato engajada e empenhada a trabalhar com estas questões que certamente gerariam resultados sustentáveis e diferenciados para as empresas e pessoas que nelas trabalham. E assim foi e assim é até hoje. Sempre que tenho oportunidade apresento estes conceitos para os líderes das organizações. É claro que às vezes sou barrada ou ignorada logo no início do meu discurso. Porém não deixo de tentar. Prefiro levar um não para casa, do que deixar de tentar.

Mas como uma empresa pode se tornar espiritualizada?

Espiritualidade nas empresas não tem a ver com religião, igreja, dogmas ou ideologias. Trata apenas da elevação dos “valores organizacionais”. Nada mais do que isso. Assim desmistificamos os primeiros mitos quando se fala deste assunto.

Para Richard Barrett, valores organizacionais são classificados em 7 níveis. Quanto mais altos os valores de uma organização, mais espiritualizada ela é. Veja como é esta classificação dos 7 níveis na imagem abaixo:

Se uma empresa possui muitos valores organizacionais nos três níveis inferiores, podemos dizer que esta empresa está muito focada em atender as necessidades básicas, dela própria e de seus funcionários. E se nesses valores vividos na empresa encontramos limitações como “controle, excesso de horas de trabalho, foco de curto prazo, burocracia, autoritarismo, complacência, corrupção e manipulação ”, podemos afirmar que esta empresa possui uma cultura focada no curto prazo. Então o medo é um sentimento constante das pessoas que nela trabalham.

Já as empresas que possuem valores organizacionais distribuídos nos quatro níveis superiores, podemos dizer que são empresas que possuem altos níveis de espiritualidade. Do nível quatro para o nível sete não existem valores limitantes e portanto, não existe medo e sim amor instalado na cultura organizacional. Quando o medo deixa de existir, as pessoas trafegam numa freqüência mais leve, amistosa, as relações interpessoais são muito valorizadas e as pessoas se sentem felizes trabalhando para esta empresa.

Porém, uma empresa que possui apenas valores “elevados”, ou seja, de nível quatro para o nível sete, pode não estar conectada à realidade do mundo capitalista, que é tão focado em resultados, e onde o sucesso de uma empresa é determinado pelos números positivos ao final de cada período. Por isso, essas questões ainda parecem um tanto utópicas…

Então a indicação consultiva é que as empresas elevem seus níveis de espiritualidade, mas mantenham, também valores de sustentações saudáveis nos níveis um, dois e três.  Aí teremos uma empresa com o que chamamos de “Cultura Organizacional de Espectro Total”. A empresa estará preocupada em gerar sustentação em todas as cadeias de valores, cuidando da saúde integral de seus colaboradores, geração de negócios sustentáveis, rentabilidade do ponto de vista financeiro, e consequentemente estará assegurando sua longevidade – deixando um legado para as futuras gerações.

A eliminação de valores limitantes é o passo inicial para se começar a espiritualização de uma empresa. Já a elevação dos valores organizacionais deve ser uma meta contínua. Não acontece de um dia para outro. Todos os dias a liderança deve dar um passo a frente neste sentido. É tarefa da liderança fazer esta transição. Levar a empresa do medo ao amor, do nível mundano para o espiritual, da incerteza para a longevidade.

O que acontece no clima e cultura organizacional de uma empresa que eleva seu nível de espiritualidade?

Harmonia, colaboradores satisfeitos, clima muito bom, turn over em níveis aceitáveis, alto engajamento, pessoas apaixonadas por seu trabalho e pela empresa, alegria, relações interpessoais recheadas de colaboração, cortesia, gentileza e pessoas talentosas que jamais pensam em deixar suas funções. Retenção de talentos deixa de ser uma prioridade de Recursos Humanos – eles dificilmente vão embora. É mesmo uma “transformação milagrosa” que acontece na empresa.  

Liderança engajada - Evolução Humana Consultoria

Engajamento da Liderança

Pré-requisitos para começar o processo de espiritualidade em uma empresa

Não existem! Todas podem começar imediatamente, desde que a liderança esteja pronta e consciente.  E isto vale para empresas de qualquer porte (pequena, média ou grande), que podem estar instaladas em grandes centros urbanos ou no meio de uma mata no interior do país.

Algumas conclusões

Não importa onde a empresa esteja ou como ela é. O fato é que em empresas espiritualizadas  veremos “colaboradores” no sentido literal da palavra. As pessoas deixam de ser empregados e passam a ser vistas como o bem mais precioso da organização (o capital humano), pois afinal, os valores organizacionais são definidos pelo conjunto de valores de seus funcionários, e não o contrário.

As estatísticas mostram que isto é uma realidade. Hoje já são mais 1200 empresas mundo afora que podem contar sobre suas trajetórias para o caminho do sucesso através da elevação da espiritualidade.

Otimista que sou, espero em poucos anos dar a notícia aqui para vocês de que no Brasil também alcançamos o número de 1000 empresas com altos níveis de espiritualidade.

E vamos seguindo com nossa missão!

Leia mais sobre este tema no artigo:

Sobre Richard Barrett: é Diretor Geral do Richard Barrett & Associados –  uma consultoria em Transformação Cultural e Desenvolvimento da Liderança. Ele é o criador das Ferramentas de Transformação Cultural. Autor, palestrante e agente de mudança. Seu site: http://www.valuescentre.com/ –  Livros publicados em português: “Libertando a Alma da Empresa” e “Criando uma Organização dirigida por Valores”.

Em qual time você está jogando? No time dos pessimistas, dos apáticos, dos otimistas ou dos conscientes?Sobre Vânia Faria : é consultora em desenvolvimento humano e organizacional, com mais de 20 anos vivenciando  projetos nesta área. Possui larga experiência em projetos de Cultura Organizacional orientados para Valores, coaching de executivos e de carreira, focado em competências, missão, visão e valores pessoais. Co-autora do Livro “A World Book of Values” e editora principal para a versão brasileira. É formada pelo Barrett Values Centre e também  atua como diretora executiva da Evolução Humana Consultoria.

Evolução Humana trabalha a favor da “Expansão da Consciência”.
Essa é nossa razão de existir!

Mais informações: http://evolucaohumana.com.br/servicos

33 comentários


  1. Francisco Nelson da Silva
    ago 16, 2011

    Vania, bom dia!
    Sensacional o seu trabalho, se todas empresas aplicarem em sua Gestão, haverá harmonia em todos os departamentos.
    Parabéns pelo trabalho.

    Francisco Nelson


  2. Monica Bezerra
    ago 16, 2011

    Olá Vânia! Gostei muito da mensagem e concordo plenamente. De maneira geral, entendo que o capitalismo, competição, etc. têm atropelado etapas importantes no processo organizacional. Por mais que valores possam ser discutidos já que podem diferenciar-se dependendo de cada cultura organizacional, o que compreende o básico, como por exemplo; o serviço a humanidade e ao planeta como menciona um dos itens da pirâmide de Richard Barrett é de valor indiscutivelmente inestimável.
    Abraço!


  3. Hudson Sander
    ago 16, 2011

    Um texto muito claro e objetivo. De idéias coesas e de uma proposta de reflexão excelente e sem rodeios, um texto que possui todas as caracteristicas necessárias para ser considerado um texto de alto nível. Espiritualidade nas empresas é um texto que recomendo pessoalmente.


  4. Robson Santarém
    ago 17, 2011

    Olá Vânia! Muito bom o seu texto, você sabe que concordo integralmente e sinto-me feliz em compartilhar essa missão com você. Entendo que verdadeiramente somos missionários e não existe outra forma de compreender o que fazemos senão como missão – e divina – pois é muito mais que executar um trabalho ou ter uma profissão.. Prossigamos – iluminados e fortalecidos pelo ESPÍRITO – nessa nobre missão de servir e ajudar o mundo – pessoas e organizações – a serem melhores. A começar por nós mesmos. um grande abraço


  5. Viviane Silva
    ago 17, 2011

    Adorei o texto!!!!
    Não tenho dúvidas que muitas empresas devem barrar esse assunto logo no começo, mas tenha foco e acredite nisso, sem dúvida essa é uma tendência do mundo organizacional, desenvolver a espiritualidade. 😉 Viviane Silva


  6. Darci Mascarenhas
    ago 17, 2011

    Muito bom Vânia!!! Gostei muito, pois acrescentou à minha bagagem de conhecimentos valores que acho de suma importância! Obrigada pela contribuição! Abraços! Que Deus nos abençoe!


  7. Simone Carvalho
    ago 18, 2011

    Excelente texto. Parabéns, Vânia pelo trabalho e “missão”. Acredito muito nesse caminho e imagino quantas dificuldades você e todos que decidem percorrê-lo devam ter enfrentado, mas o quão compensador é acompanhar o germinar das sementes por onde passa. Fico muito feliz por ter a certeza que existem profissionais comprometidos em disseminar esses conceitos, comprovando a eficácia de tratar pessoas como pessoas e os resultados fantásticos que as empresas alcançam com essa prática simples e possível.


  8. Neusa Miguel
    ago 19, 2011

    Muito bom, Vania. Não só pelo otimismo, mas pela forma prática como relatou a situação e relacionou as ações. Obrigada por dividir seu reciocínio. Com certeza poucos movimentos trarão grandes transformações. Grande abraço.


  9. Regina Seixas
    ago 21, 2011

    Estou visitando pela primeira vez o seu blog, e confesso que me surpreendí pelo tema abordado, forma como se expressa, e sua preocupação em “desafiar” empresas…sim, este é um grande desafio, a humanizarem mais as suas relações , e de se elevarem os valôres, ética, e a frequência de energias através da espiritualidade. Parabéns!


  10. Ricardo Oyama
    ago 23, 2011

    Vania, Parabéns pela matéria e pelo seu trabalho junto as empresas e executivos e empresários. Ao longo de minha carreira executiva e hoje como consultor em gestão empresarial, vejo este seu conceito como parte da evolução de uma companhia, sua transformação pelo tempo e experiência adquirida, sempre buscando o sucesso e vivendo pelo seu objetivo e por suas idéias.


  11. Cláudia Fernanda Cruz
    out 03, 2011

    Bom dia Vânia,
    Gostei muito deste artigo, muito claro simples e ao mesmo tempo muito abrangente. Acredito que é totalmente viável fazermos esta transição rumo a empresas e pessoas mais espiritualizadas. Através de pequenos passos, pequenas mudanças, podemos gerar grandes transformações. Parabéns pelo pioneirismo! Você não está sozinha! Compartilho seu caminho com alegria! Um grande abraço.


    • Vânia Faria
      out 03, 2011

      Cláudia, querida, obrigada pelas palavras e apoio. Ainda bem que sempre temos companhia neste caminho e sei que você é uma forte parceira. beijos,


  12. VALTER CUNHA
    abr 11, 2012

    Bom dia Vania,

    Agradeço por você ter nos dados essa enchurrada de conhecimentos.
    Obrigado.


    • Vânia Faria
      abr 11, 2012

      Valter, Também lhe agradeço pelo comentário e apreciação do artigo. Abraços, Vânia


  13. Jayme Kahan
    abr 14, 2012

    Trabalho na area de mediação e terapia de casais e familias.
    Se para a transformação cada um de nós fizer sua parte, vamos contribuir para a transformação do mundo.
    É melhor acender uma vela do que amaldiçoar a escuridão. Você está fazendo a sua parte, parabéns.


  14. Marco Poloiche
    abr 14, 2012

    Parabéns pela matéria e pela bandeira levantada, existe realmente um conflito de opiniões em qualquer âmbito profissional, mas discutir este assunto “ESPIRITUALIDADE” e trazer condutas para que todos tenham melhor acesso, vai trazer de verdade grandes resultados positivos e evolução nos relacionamentos humanos…


  15. Samira Antunes
    abr 16, 2012

    Que belo texto, gostaria que nosso País tivesse muitas empresas assim…


  16. Walas Fróis
    abr 16, 2012

    Muito bom! Parabens pelo tema.


  17. Eduardo Vieira
    abr 16, 2012

    Excelente! Todos deveriam ler isto. Afinal, as empresas são formadas por pessoas.


  18. Helio Brandão
    abr 16, 2012

    Vânia, este tema tem muita importância como tendência de valor para os modelos organizacionais do futuro. A Globalização nos empurrou da era da Informação para a Era do Conhecimento, e já estamos pulando etapas com o estabelecimento das redes apoiadas pela tecnologia. A dimensão da Organização como ser vivo, nos remete a assuntos ligados à Humanização das Relações, Sexualidade e Espiritualidade nas Organizações. Participo de grupo de trabalho e estudo destas temáticas, e parabenizo-a pela abordagem. Obrigado.


  19. Ricardo Castello Branco
    abr 16, 2012

    Tema fantástico e atual. Excelente artigo. Agradeço por ter compartilhado.


  20. jonatas
    abr 17, 2012

    Parabéns Vania pelo artigo, gosto do tema “QS” quoeficiente espiritual valorizando o capital humano nas organizaçoes, pessoas felizes vivendo uma vida de proposito…. abraçosssss


  21. Savio
    abr 21, 2012

    Parabens. Muito Bom.


  22. Anderson S. Cabral
    abr 30, 2012

    Muito boas as considerações aqui apresentadas. As empresas precisam desenvolver essa consciência global de não somente se expandir para o mundo, mas olhar para si e se entender. Conhecer e formar a própria cultura e fazer com que seus funcionários tenham uma participação maior em questoes mais intangíveis, como os valores espirituais aqui apresentados. O ser humano por possuir consciência transcende aos processos, paradigmas e a própria burocracia (governo do escritório). Espero que artigos como este sejam disseminados e assimilados por muitos, só com o conhecimento teórico focado numa prática viável é que conseguiremos mudar, a nós mesmos e aos que estão em nosso redor.


  23. Liomar Maria de Souza
    maio 08, 2012

    Vania : Em muito esta abordagem pode enriquecer as interações decorrentes dos contatos diários em uma organização

  24. […] Ver também artigo: Espiritualidade nas empreas – mitos e verdade sobre este tema […]


  25. Newton Scavone
    maio 09, 2013

    Muito saboroso ter essa abertura de falar sobre espiritualidade nos ambientes corporativos. Deepak Chopra já havia iniciado esse trabalho com muitos altos executivos das empresas e é fantastico como essa novar era (Aquarius) vem propiciando a comunicação desses princípios. Recomendo um livro chamado Lapidador de Diamantes (Gueshe Michael Roach) que aborda a espiritualidade nos negócios.


  26. Mário Leite de Oliveira
    maio 09, 2013

    O ser humano é fadado ao progresso, está em constante evolução e nessa transformação moral, em busca de novos conhecimentos se espiritualiza, passa a ter um olhar para o próximo ,não mais como o seu concorrente, mas como participante e parceiro desta sua morada, Planeta Terra, onde tudo que nela existe, tem que estar espiritualizado, isto é passa a ser responsabilidade social manter esta casa e tudo que nela permanece e existe. A principio responsabilidade social, tem o objetivo de ser solidário com o seu próximo, após, passa a ver o equilíbrio e a Natureza, não a Natureza no sentido de Meio Ambiente e sim no sentido de ciências natas, que está contido. O ser Humano é Amor, e tudo em sua volta tem que ser Amor e feito com Amor,numa crescente Harmonia, conhecendo a si mesmo, ao próximo e a tudo que está em sua volta, a sociedade, as empresas, as habitações, as famílias, a consolidação do ser existente, do ser integral, do auto conhecimento e de todo o planeta Terra como um todo.

  27. […] ESPIRITUALIDADE NAS EMPRESAS – MITOS E VERDADES SOBRE ESTE TEMA QUE AINDA É TRATADO COM INDIFEREN…       […]


  28. kodai
    set 20, 2013

    Gostaria de aproveitar para fazer algumas recomendações de livros e filmes, os quais possuem não só estreita relação com relacionamentos como também com a dinâmica do funciomanento dos eventos desta vida. Li os livros e pela sua relevância desejo compartilhar com todos.

    Há um ótimo livro, referência em matéria de relacionamentos, o qual se chama: “Por que amamos de autoria de Helen Fisher”.

    Este livro pode ser encontrado nas principais livrarias e também no site: http://www.estantevirtual.com.br.

    Outro livro, referência no assunto Mecânica Quântica”, denomina-se “O UNIVERSO CONSCIENTE de AMIT GOSWAMI, editora Aleph”. Trata da mecânica do universo, ou seja, ajuda a entender como os fenômenos de nossas vidas funcionam na prática.

    Outro livro bem interessante é o “O caminho Infinito de autoria de Joel Goldsmith”. Trata da espitualidade no mais alto nível de consciência.

    Um filme que ajuda a entender a importância deste assunto é: “QUEM SOMOS NÓS”, o qual pode ser encontrado no site: http://www.youtube.com.br

    Ats.


  29. nana
    jul 28, 2015

    Vânia,
    O futuro pertence as empresas que entenderem que o trabalho de quem o executa feliz é de melhor qualidade. Então empresas com nível de espiritualidade elevada tende a ser uma organização forte com lideranças capazes de promover bem estar e harmonia. Seu trabalho é fantástico.

Deixe uma resposta