Blog
Blog de conteúdos e artigos para "pessoas" que desenvolvem "pessoas", dentro ou fora das organizações.

OS CINCO TIPOS DE TOMADA DE DECISÃO – como é que você decide na vida pessoal ou na organização? – por Richard Barrett – Tema: TRANSFORMAÇÃO CULTURAL

Como você decide questões importantes em sua vida?
Como é o processo de tomada de decisão em sua empresa?
Você conhece os tipos de tomada de decisão na percepção de James C. Collins e Jerry I. Porras,descritos em um dos maiores best sellers da atualidade,
chamado “Feitas para durar – Hábitos de Sucesso de Empresas Visionárias”?
Neste artigo você vai conhecer todas as formas usuais de tomada de decisão e conhecer as duas que estão sendo mais incentivadas
para uso nas organizações e na vida pessoal também. “Tomada de decisão por valores” e “Tomada de decisão pela intuição”. 
Artigo extraído do Manual da Autoliderança – o Novo Paradígma da Liderançade Richard Barrett

 Processos de tomada de decisão - metodologias - Evolução Humana Consultoria
 

Os Quatro Componentes da Tomada de Decisão

Existem quatro componentes para a tomada de decisão: obtenção de dados, processamento de informações, gerar significado e tomada de decisão, ou decidir sobre um curso de ação.  

Nós usamos nossos cinco sentidos para obter informações do mundo externo – armazenar dados. Usamos nosso cérebro para integrar os dados dos cinco sentidos em pacotes de informações – processamento de informações. A mente compara o pacote de informações que entram com as informações armazenadas na memória para encontrar uma correspondência – criar significado. Quando ela encontra uma correspondência, libera instruções anexadas à memória, junto com qualquer carga emocional associada com a memória. Essas instruções resultam em ações e comportamentos – tomada de decisão. Se a mente não encontra uma correspondência, usa a razão e a lógica para formular uma resposta à situação que esteja em alinhamento com sua motivação. A resposta será determinada por muitos fatores, sendo o mais importante o nível de consciência no qual a mente estiver funcionando – o que é importante para a pessoa naquele momento.

As instruções que estão anexadas à memória foram aprendidas em experiências anteriores. As instruções gravadas de forma mais profunda são aquelas que aprendemos durante a infância, quando nossa mente e cérebro ainda estão em desenvolvimento e aprendendo a lidar com o mundo. O propósito das instruções associadas à memória é o de manter ou otimizar a estabilidade interna e o equilíbrio externo: as instruções nos dizem como sobreviver, como se sentir seguro e como proteger nosso auto respeito.

Tomada de decisão - Evolução Humana ConsultoriaOs Cinco Tipos de Tomada de Decisão

Existem cinco tipos de tomada de decisão. A diferença entre cada tipo de tomada de decisão está na ênfase que é dada a cada um dos quatro componentes da tomada de decisão. Os cinco tipos de tomada de decisão são baseados nos instintos, nas crenças subconscientes, nas crenças conscientes, nos valores e na intuição.

Tomada de Decisão Baseada no Instinto

A tomada de decisão baseada no instinto está associada ao nível celular (DNA) e relacionada, principalmente, a questões de sobrevivência. Por exemplo, os bebês sabem instintivamente como sugar, como chorar quando suas necessidades não são atendidas, e como sorrir para ganhar atenção. Ninguém os ensinou a fazer isso. Está codificado no DNA da espécie. Na vida adulta, a tomada de decisão baseada no instinto entra em ação para nos ajudar a sobreviver e evitar situações perigosas. Em certas situações, nossos instintos podem colocar a nossa vida em risco, para salvar a vida de outra pessoa.  

As características principais da tomada de decisão baseada no instinto são: a) a ação sempre precede o pensamento – não existe pausa entre gerar o significado e a tomada de decisão para a reflexão, b) as decisões tomadas estão sempre baseadas no passado – o que a história de nossa espécie nos ensinou sobre como sobreviver e nos manter seguros (manter a estabilidade interna e o equilíbrio externo). Essas instruções estão codificadas na memória celular do nosso DNA, e: c) nós não temos controle sobre nossas ações e comportamentos. Eles é que nos controlam.

Tomada de decisão baseada em Crenças Subconscientes

Na tomada de decisão baseada em crenças subconscientes, nós também reagimos àquilo que está acontecendo em nosso mundo sem reflexão, mas com base nas memórias pessoais, ao invés da memória celular (DNA). Nesse tipo de tomada de decisão a ação precede o pensamento.  A ação, em geral, é acompanhada pela liberação de carga emocional. A descarga emocional que acompanha as ações e comportamentos na tomada de decisão baseada em crenças subconscientes pode ser positiva ou negativa. Emoções carregadas de forma negativa geram comportamentos potencialmente limitantes – culpar, competição interna, rivalidade, precaução, etc. Emoções carregadas de forma positiva geram comportamentos construtivos – abertura, confiança, cooperação, honestidade, etc. 

Sabemos que estamos funcionando com base nas crenças subconscientes quando ficamos enraivecidos, chateados, sem controle ou nos comportando de forma destrutiva em relação aos outros, ou apenas nos preocupando com nós mesmos. O que está dirigindo esse comportamento são nossas crenças subconscientes baseadas no medo sobre não ter o suficiente, não se sentir seguro ou amado, não se sentir suficiente ou não se sentir respeitado – as crenças centradas no medo associadas aos três primeiros níveis de consciência. Esses tipos de comportamento são sempre acompanhados pela liberação de emoções negativas.

Nós também demonstramos tomadas de decisão baseadas em crenças subconscientes quando apresentamos emoções positivas como lágrimas de alegria e sentimentos de orgulho e felicidade espontânea. Nesses casos, estamos conectados e liberando instruções associadas a memórias pessoais carregadas positivamente. Novamente, a ação precede o pensamento. A tomada de decisão baseada em crenças subconscientes é similar a tomada de decisão baseada em instintos. A única diferença é que as memórias e instruções com as quais estamos nos conectando estão contidas em nossa memória pessoal, e não na celular (espécie).

As principais características da tomada de decisão baseada em crenças subconscientes são:

a)  A ação sempre precede o pensamento – não existe lacuna entre criar significados e tomar decisões para a reflexão;

b)  As decisões que são tomadas são sempre baseadas em experiências do passado – o que a nossa história pessoal nos ensinou sobre como manter ou otimizar a estabilidade interna e o equilíbrio externo no nível individual. Essa história está armazenada em nossa história pessoal;

c)  Nós não estamos no controle de nossas ações e comportamentos. Nesse tipo de tomada de decisão a única maneira de voltar a ter controle consciente é liberando ou reprimindo nossas emoções. A liberação permite que retornemos à nossa racionalidade. A repressão gera estresse e frustração: estamos armazenando energia emocional negativa para liberação futura;

d)  É muito pessoal. Os outros não podem ser consultados para melhorar a criação de significado e dar apoio na tomada de decisão;

e)  Nós estamos sempre funcionando a partir do lado sombrio dos três primeiros níveis de consciência – os comportamentos que demonstramos estão baseados em crenças profundas sobre não sermos capazes de sobreviver com aquilo que temos (não ter o suficiente), não nos sentirmos seguros (não pertencer), e/ou não nos sentirmos respeitados (não sermos o suficiente).

Tomada de Decisão Baseada em Crenças Conscientes

 Tipos de tomada de decisão - Evolução Humana Consultoria

Se quisermos tomar decisões racionais, precisamos deixar para trás a tomada de decisão baseada em crenças subconscientes e mudar para a tomada de decisão baseada em crenças conscientes. Nós somos capazes de tomar decisões racionais pelo fato de inserirmos uma pausa entre a criação de significado e a tomada de decisão. A pausa nos permite um espaço de tempo para a reflexão e o pensamento, de maneira que possamos usar a lógica para compreender o que está acontecendo, e assim dar um significado para a situação. Nesse tipo de tomada de decisão, a ação é consequência do pensamento.

Nós apenas conseguimos inserir uma pausa se não existe carga emocional associada às memórias que são ativadas pelos eventos do mundo externo. Na tomada de decisão baseada em crenças conscientes, nós temos um espaço de tempo para pensar em qual decisão tomar, dialogar com outros e criar um consenso. Entretanto, a tomada de decisão baseada em crenças conscientes tem uma coisa em comum com a tomada de decisão baseada em crenças subconscientes: ela usa informação baseada em experiências passadas (o que pensamos saber) para tomar decisões sobre o futuro. Ela cria um futuro muito parecido com o passado. No melhor caso, o futuro que criamos é apenas um pouco diferente. Nós estamos usando nossas crenças baseadas em experiências do passado para projetar nossas experiências futuras.

O propósito dos programas de alinhamento ou transformação pessoal deve ser o de facilitar a mudança da tomada de decisão baseada em decisões subconscientes para a tomada de decisão baseada em crenças conscientes, para líderes, gerentes e funcionários. Nós estamos tentando identificar e liberar as crenças limitantes que causam o desconforto emocional e impedem que os líderes, gerentes e funcionários,  possam viver totalmente seus valores e os da organização. Essas são também as crenças limitantes que estão na origem de grande parte da entropia cultural.

Tomada de Decisão Baseada em Valores

Se nós queremos verdadeiramente criar o futuro que queremos viver, precisamos mudar da tomada de decisão baseada em crenças conscientes para a tomada de decisão baseada em valores. Isso não significa que não existe lugar para a tomada de decisão baseada em crenças conscientes baseada na lógica e no pensamento racional. Ele existe. Entretanto, todas as decisões importantes precisam passar pelo teste dos valores.

A questão que precisamos fazer quando tomamos uma decisão é: “Essa decisão é racional e está em alinhamento com nossos valores?”. Se ela não estiver em alinhamento com os seus valores, você deveria repensá-la. Uma decisão que não está alinhada com os valores declarados da organização carece de integridade. Uma decisão que não está alinhada com seus valores pessoais carece de autenticidade. Você não consegue criar coesão pessoal ou de um grupo, tomando decisões que carecem de autenticidade e integridade.

Nós tomamos decisões baseadas em valores para que possamos criar o sentimento que queremos experimentar. Se valorizamos a confiança, tomemos decisões que nos permitam expressar e sentir a confiança. Se valorizamos a responsabilidade, tomemos decisões que nos permitam expressar e sentir a responsabilidade. Quando tomamos decisões baseadas em valores, nós conscientemente criamos o futuro que queremos experimentar. Quando sustentamos uma visão, nós conscientemente tomamos decisões que nos mantêm focados nessa direção. Quando temos uma missão, nós conscientemente tomamos decisões que apóiam a realização dessa missão. Em cada situação nós tomamos decisões que nos ajudam a criar de forma consciente o futuro que queremos experimentar.

A tomada de decisão baseada em valores é diferente da tomada de decisão baseada em crenças conscientes, pois ela não enfatiza a criação de significado. Em outras palavras, não estamos tentando criar uma correspondência entre pacotes de informação que representam nossa experiência atual, com pacotes de informações armazenadas em nossa memória, de maneira que possamos liberar instruções baseadas em experiências passadas. Estamos pegando os pacotes de informação que são criados pelo cérebro e examinando-os pela nossa mente sem julgamentos predeterminados, sobre como devemos responder. Estamos na verdade dizendo a nós mesmos: “Como podemos responder a essa situação expressando nossos valores?”. Nós estamos tentando permitir que nossos valores guiem nosso comportamento, e não nossas crenças. Valores são conceitos universais que transcendem todos os contextos. Crenças, por outro lado, são locais e contextuais.

 O que é surpreendente:as organizações que funcionam com base em seus valores estão entre as de maior sucesso no mundo. Esse é o tema principal nas transformações empresariais de maior sucesso. É também uma das principais conclusões do livro de Collins e Porras “Feitas para Durar: Hábitos de Sucesso de Empresas Visionárias”. Empresas duradouras, de sucesso, vivem seus valores. É também uma das principais descobertas, baseada em oito anos de trabalho com o modelo dos Sete Níveis de Consciência e as Ferramentas de Transformação Cultural. Nós descobrimos que as empresas de maior sucesso são aquelas que apresentam uma consciência de espectro total – elas funcionam com valores positivos, em cada nível de consciência.

decision-making - Evolução Humana ConsultoriaTomada de Decisão Baseada na Intuição

As principais características da tomada de decisão baseada na intuição são as seguintes:

a) a obtenção de dados e o processamento das informações ocorrem de maneira normal;

b) o julgamento está ausente; não há criação de significado, seja de forma consciente ou subconsciente;

c) a mente está vazia; pensamentos, crenças e programações pessoais estão ausentes; d) a mente está livre para mergulhar profundamente no inconsciente coletivo;

e) após um período de reflexão, emergem pensamentos que estão baseados num conhecimento profundo; e

f) os pensamentos refletem sabedoria, estão focados no bem comum, estão alinhados com nossos valores mais profundos e consideram as consequências de longo-prazo. Eles refletem aquilo que quer emergir.    

Para a maioria das organizações, a mudança da tomada de decisão baseada em crenças conscientes para a tomada de decisão baseada em valores já é um grande desafio. A mudança subsequente da tomada de decisões com base em valores para a tomada de decisão baseada na intuição é, para muitas, um desafio grande demais. Entretanto, não é necessariamente um desafio grande demais para os líderes e gerentes mais evoluídos de uma organização – aqueles que desenvolveram uma consciência pessoal de espectro total.

O que é diferente nesse tipo de tomada de decisão é que não existe uma tentativa, tanto consciente quanto subconsciente, de criar significado. E não existe um foco nem no passado nem no futuro. A decisão emerge a partir de um estado de “presença”, de um foco no momento presente. Crenças geram decisões baseadas em experiências do passado. Valores nos levam a decisões baseadas em sentimentos que queremos experimentar no futuro. A intuição nos permite criar um futuro baseado na emergência do ser (eu superior). Quando criamos as condições que permitem à nossa mente entrar em contato com espaço mental coletivo, nossa intuição nos comunica aquilo que quer, ou precisa emergir. 

Referência:

James C. Collins e Jerry I. Porras, “Feitas para durar – Práticas bem-sucedidas de empresas visionárias”.

Richard Barrett, “Criando uma organização dirigida por valores – Uma abordagem sistêmica para a Transformação Cultural” e “The New Leadership Paradigm”.

Observação: Estes ensinamentos são utilizados em todos os programas de Liderança desenvolvidos pela Evolução Humana Consultoria, em especial, naqueles programas que utilizam Método Barrett. Nas facilitações de trabalhos com a liderança utilizamos a Tomada de Decisão Baseada por Valores para criação de Planos de Ação.

 Evolução Humana trabalha a favor da “Expansão da Consciência”.
Essa é nossa razão de existir!

 
QUEM SOMOS: “ A Evolução Humana é uma Consultoria em Desenvolvimento Humano e Organizacional com atuação em praticamente todos os serviços relacionados à DHO. “Criatividade e Inovação” é marca registrada do nosso trabalho. Paixão por gente, foco do cliente, agilidade, qualidade, visão sistêmica são valores vividos e aplicados nos projetos de nossos clientes. Em treinamentos oferecemos e customizamos mais de 100 temas in company, nos formatos de Academia de Liderança, cursos, workshops, oficinas de aprendizagem e palestras. Também com forte atuação em: cultura organizacional e transformação cultural por valores; coaching; talent management;  formação de estagiários e trainees;  consultoria em processos de desenvolvimento organizacional e remuneração. Peça-nos o nosso portfólio completo de serviços e de clientes através de nosso e-mail  falecom@evolucaohumana.com.br
 

1 comentário

  1. [...] é que você decide na vida pessoal ou na organização? Acessado em 16/06/2013, disponível em: http://www.evolucaohumana.com.br/blog/?p=1837 [4] Solução de Problemas com o uso do PDCA e das Ferramentas da Qualidade, acessado em [...]

Deixe uma resposta