Blog
Blog de conteúdos e artigos para "pessoas" que desenvolvem "pessoas", dentro ou fora das organizações.

PESQUISA DE VALORES DO BRASIL 2017 – Como anda a Cultura de Valores do Brasil

Evolução Humana – consultoria para desenvolvimento humano e organizacional.

<< Por Vania Faria Sutherberry >>
 <<consultora especialista nas metodologias 
 do Barrett Values Centre desde 2008>>

Esta semana foi divulgada a Pesquisa de Valores do Brasil – de acordo com a metodologia de mensuração cultural do Barrett Values Centre – modelo criado por de Richard Barrett

O tipo de pesquisa utilizando seguiu o modelo chamado National Values Assessmet – NVA.  Este mesmo modelo foi aplicado aqui no Brasil em 2010, o que permitiu com a pesquisa de 2017 tivesse a característica de “comparação evolutiva” – entre o que o nosso país era em 2010 e como está em 2017 – traçando um quadro Evolutivo do ponto de vista de Valores. O NVA também é o modelo oficial de mensuração cultural para  países como Reino Unido, Canadá, Nova Zelandia, Noruega, Austrália, Arábia Saudita e mais outras dezenas. 

Duas mil e quatrocentas pessoas participaram da pesquisa. Pequena amostragem sim, que, contudo contemplou pessoas de todas as regiões brasileiras, com pessoas acima de 16 anos. Essa amostragem trouxe a luz mais uma vez a urgência de mudança comportamental e prática de valores em nosso país.

Como é de costume, nas diversas modalidades de pesquisas desenvolvidas pelo Barrett Values Centre, os participantes  foram convidados a selecionarem Valores em 3 dimensões:

  • Na primeira dimensão – a pesquisa avaliou os Valores Pessoais do grupo participante. O convite foi para que cada pessoa selecionasse, dentro de uma  lista de aproximadamente 90 Valores Pessoais, quais eram os 10 valores mais vivenciados por cada um deles. Aqueles valores que mais representassem suas próprias vidas. 
  • Na segunda dimensão – a pesquisa avaliou os Valores da Cultura do Brasil na percepção dos participantes. O convite foi para que cada participante selecionasse, dentro de uma lista de aproximadamente 94 Valores possíveis de serem vivenciados numa nação, quais eram os 10 valores mais percebidos na cultura brasileira. 
  • Na terceira dimensão – a pesquisa avaliou os Valores da Cultura Desejada, dentro também de uma lista de aproximadamente 94 Valores possíveis de serem vivenciados em uma nação, quais são os 10 valores mais desejados para o futuro do nosso país. 

Pesquisa realizada, os sistemas do Barrett Values Centre cruzaram todas as informações de acordo com a metodologia, fornecendo assim relatórios muito claros e indiscutíveis do ponto de vista de validação de dados. Basicamente a metodologia separa Valores positivos de valores limitantes. Quanto maior a vivência de valores limitantes maior a entropia cultural de uma nação. Os resultados mostram os 20 valores mais votados em cada uma das dimensões.

O Brasil hoje é uma nação com grau altíssimo de entropia cultural (disfunção orgânica, desarranjo, perda de energia produtiva  – em função de vivência de valores limitantes). Esta é a realidade mostrada nos resultados. Lamentavelmente é esta a constatação demonstrada nos resultados da pesquisa.  Quatorze Valores mais observados na cultura atual do país são limitantes (L). Seguidos por mais quatro Valores positivos (P): Vejamos quais são:

Limitantes: corrupção, crime/violência, pobreza, agressividade, poluição ambiental, analfabetismo, burocracia, discriminação racional, incerteza sobre o futuro, desperdício de recursos, preconceito por conta de sexo, culpa os outros, materialismo, autoritarismo, vingança, dependência de serviços públicos.

Positivos: democracia, cuidado com as pessoas idosas, liberdade de expressão e cuidado com a saúde

Porém, a notícia que considero excelente, é a de constatar também que o povo brasileiro está olhando para os seus valores pessoais de forma muito positiva. O brasileiro está se vendo e querendo cultivar valores pessoais muito positivos e em escalas de consciência que permitem adentrar num campo de transformação pessoal e desejar a transformação externa. Isso demonstra uma consciência de melhoria já em ação, mesmo que ainda só possa ser diagnosticada na dimensão de Valores Pessoais. O brasileiro está com a consciência aberta para perceber a si próprio e ajustar suas vivências de valores. Ao mesmo tempo está percebendo as dicotomias que existem em nosso país. Esta boa notícia nos dá esperança de que já estamos a um passo da transformação. Processo lento ou não, o fato é que brasileiro já tem clareza do que está acontecendo em nosso país. 

Claro que não podemos generalizar, mas podemos dizer que o povo brasileiro é um povo de natureza muito boa (olhando pelo ângulo dos valores pessoais demonstrados na pesquisa), e às vezes até mesmo inocente com relação ao seu papel nessa transformação. Digo inocente, porque não basta ser um povo bom. Tem que ser bom e fazer parte da mudança que se espera para nosso país. Não se pode dizer que o país está em situação complicada e colocar-se fora do problema. O desafio de transformação do nosso país é responsabilidade de todos nós. Não podemos ficar numa bolha olhando os problemas do país, criticando e nada fazer. Afinal somos nós os brasileiros. Temos que começar a agir mais e nos colocarmos como co-responsáveis pela transformação tão desejada, essa que foi demonstrada nos resultados da pesquisa na terceira dimensão “Cultura Desejada para nosso Brasil” – ou seja no futuro. Temos realmente um longo caminho pela frente do ponto de vista de Transformação Cultural.

Se posso opinar sobre o que fazer, ou quais são os passos seguintes, diria que:  temos primeiramente que incorporar a consciência de que “todos nós somos parte desse Brasil cheio de limitações”. E fortalecer a percepção de que “somos nós que  teremos que fazer as mudanças” e plantar sementes de transformação cultural todos os dias, e se possível engajar outras pessoas nessa  causa.

 
Não podemos esperar apenas que as classes políticas, governamentais e empresariais resolvam as limitações que hoje vivenciamos no país. Não podemos esperar que apenas algumas minorias nos salvem das restrições e do medo que nos aterroriza o tempo todo.

Temos que ser mais participativos. Temos que ser mais conscientes nas nossas escolhas eleitorais e comunitárias; temos que ser mais exigentes como clientes dos serviços públicos;  temos que ser mais ativos em nossa comunidade e na parte onde podemos ser influentes; temos que parar de culpar os outros e nos tornarmos agentes de mudanças; termos que agir com consciência ambiental,  ética e respeito para com os outros. Temos que fazer a nossa parte. Cada um com os recursos que possui e com a consciência da transformação sempre na mente e no coração. Temos que fazer a nossa parte ativa e parar de apenas por a culpa no “Brasil”. Afinal – O BRASIL SOU EU E VOCÊ!

Abaixo os resultados apresentados na Pesquisa Nacional de Valores 2017.

Evolução Humana Consultoria especialista em cultura de valores modelo Barrett

Evolução Humana consultoria - especialista nas metodolgias do Richar Barrett

———————-

** Créditos: Pesquisa realizada pela  Crescimentum em parceria com o Datafolha. 

A Evolução Humana Desenvolvimento Humano e Organizacional é uma consultoria especialista em projetos de Cultura de Valores – com grupo de consultores seniors formados e especializados pelo Barrett Values Centre. Estamos à disposição para conversar sobre este tema ou ainda sobre cultura de valores nas organizacionais.
Fale Conosco!

Vania Faria Sutherberry  Vania Faria Sutherberry – autora do livro “Lentes Coloridas – uma nova visão sobre destino e missão” publicado em junho 2017 pela Mill Dreams Books. Ela é também co-autora do livro “A World Book of Values” – coach, palestrante, consultora especialista em Cultura Organizacional – formada pelo Barrett Values Centre, sócia-fundadora e CEO da Evolução Humana – consultoria para desenvolvimento humano e organizacional.

Deixe uma resposta