O desenvolvimento da Consciência Pessoal – os 7 níveis de consciência humana

O desenvolvimento da Consciência Pessoal – os 7 níveis de consciência humana

O DESENVOLVIMENTO DA CONSCIÊNCIA PESSOAL
<< os 7 níveis de consciência humana >>
“o padrão de desenvolvimento que experimentamos no decorrer de nossas vidas”
 – Por Richard Barrett – 

O modelo dos sete níveis de consciência segue o padrão de desenvolvimento que experimentamos no decorrer de nossas vidas. Cada nível representa um diferente modelo e escala de existência que encontramos progressivamente do nascimento até a morte. Não são todos que completam a jornada até os mais altos níveis de consciência.
A jornada não é linear e é diferente para cada ser humano.
Vale conhecer como é o processo natural para evoluir enquanto humanos!

“… a evolução humana acontece com a expansão dos valores humanos, através dos 7 níveis de consciência …”

Nivel 1

Sobrevivência Física

Começamos nossas vidas físicas como bebês no nível de consciência de sobrevivência atuando no nível de tomada de decisão instintivo. O que precisamos fazer para suprir nossas necessidades fisiológicas está codificado em nosso DNA. O disco rígido do cérebro ainda não está totalmente desenvolvido, e o software pessoal da mente ainda não foi escrito. Nesta fase, o bebê não está ciente da separação; seu modelo de existência é ele mesmo. Não existe dentro ou fora. Existe apenas o ser.

Nivel 2

Consciência de Relacionamento


Após alguns meses, quando passamos a entender que existe um mundo externo com outros seres que são mais poderosos que nós, entramos no nível de consciência de relacionamento. Passamos a desenvolver a capacidade de tomada de decisão baseada em crenças subconscientes. Aprendemos quais comportamentos devemos adotar para que nos sintamos seguros e protegidos enquanto interagimos com estes seres poderosos que chamamos de pais. Também aprendemos quais comportamentos não devemos adotar. Este é um período essencial de aprendizado e de adaptação aos relacionamentos. Nesta fase, o modelo de existência da criança é o ambiente familiar.

Nivel 3

Consciência de Auto-Estima

Durante o que chamamos de “os terríveis dois anos”, o ego irrompe enquanto tentamos conseguir o que queremos de qualquer maneira. Aprendemos, em um nível básico, a como abordar e lidar com o poder. Uma evolução mais poderosa acontece: agora na esfera da tomada de decisão baseada nas crenças conscientes. Nossa tomada de decisão baseada em crenças subconscientes ainda está operando como pano de fundo.

Por volta dos 5 anos de idade nosso modelo de existência dá um salto quando começamos a passar grande parte de nosso dia com outros seres poderosos (professores) e com um grupo de pares. Aprendemos como abordar e lidar com estruturas de autoridade. Começamos a entrar no nível de consciência de auto-estima. Precisamos aprender a sobreviver e a nos sentir seguros em um ambiente mais amplo, com diferentes pessoas. Tanto a tomada de decisão baseada em crenças subconscientes quanto a baseada em crenças conscientes estão ativas. Aprendemos na escola, conscientemente e subconscientemente, que somos parte de uma hierarquia na qual nossos pais têm controle limitado e onde podem oferecer pouca proteção. Precisamos aprender como nos virar sozinhos. Começamos a aprender a importância do respeito. Quando outros nos respeitam, nos sentimos bem. Quando não somos respeitados e passamos por abusos, sofremos. Aprendemos conscientemente e subconscientemente o que precisamos fazer para ganhar o respeito dos outros.

O que quer que aprendamos subconscientemente ou conscientemente durante a nossa infância permanece conosco por uma grande parte do resto de nossas vidas. Tanto o cérebro quanto a mente são marcados pela nossa maneira específica de interpretar o mundo. Os padrões em nossas memórias e as instruções que estão anexadas se tornam relativamente fixas. Aprendemos a sobreviver, nos sentirmos protegidos e a ganhar respeito dentro de um modelo de existência que é baseado em nossa vida familiar e escolar. Quando saímos da escola nosso modelo e escala de existência se expande novamente. Entramos no mundo do trabalho ou da faculdade. Podemos estar deixando nossa casa pela primeira vez. Estamos realmente sozinhos. Aprendemos a como abordar e lidar com estruturas de reconhecimento. Conforme navegamos através deste modelo mais amplo, aprendemos rapidamente se as crenças subconscientes e conscientes que aprendemos durante nossa infância e adolescência nos permitem sobreviver, nos sentir seguros e sermos respeitados em um mundo maior.

Nivel 4

Consciência de Transformação

Em algum momento de nossa fase adulta nós temos a oportunidade de nos conectar com a consciência de transformação. Isso irá depender de muitos fatores, entre os quais: a) a profundidade e extensão de nossas crenças subconscientes baseadas no medo; b) nosso anseio de procurar ajuda e direcionamento para tornar essas crenças conscientes de maneira que possamos ultrapassá-las; e c) as dificuldades que temos em sobreviver, nos sentirmos seguros e protegidos, e respeitados em nosso ambiente externo. Quando nossas vidas diárias nos levam a estar constantemente preocupados com a satisfação das necessidades básicas (três primeiros níveis de consciência), é muito difícil focar no autodesenvolvimento. Quando vivemos num constante estado de instabilidade interna e desequilíbrio externo, nossas mentes estão preocupadas com a sobrevivência, em nos sentirmos seguros e respeitados.

O que aprendemos durante a experiência de transformação é que as crenças subconscientes baseadas no medo que aprendemos na infância não são mais apropriadas no contexto da nossa vida adulta. As crenças que aprendemos na infância podem ter sido úteis naquela época, mas agora elas tornaram-se disfuncionais, pois estamos vivendo num contexto de vida completamente diferente em termos coletivos. A disfunção emerge na medida em que projetamos as crenças subconscientes que aprendemos em relação a sobreviver, nos sentirmos seguros e respeitados com os nossos pais em outros significativos com os quais estabelecemos relacionamentos adultos próximos (esposa/marido, chefe, amigo íntimo). Nós estamos usando as crenças que aprendemos para manter a estabilidade interna e o equilíbrio externo num ambiente diferente. Na medida em que nosso contexto de vida se expande, nós precisamos nos adaptar se quisermos sobreviver e crescer. A capacidade de adaptação fica limitada se nossos comportamentos são dirigidos por crenças subconscientes que aprendemos num outro contexto de vida.

Assim, o nível de consciência de transformação envolve tornar consciente o que era subconsciente de maneira que possamos atualizar o software da mente. Aprendemos a mudar de um paradigma subconsciente baseado no medo para um paradigma baseado na confiança. O que nós também aprendemos é que a única maneira de satisfazer nossas necessidades de sobrevivência, segurança e auto-estima é tendo foco no nosso mundo interno (quem realmente somos), e não no externo (o que o mundo pode nos dar). Precisamos aprender a cuidar de nós mesmos fisicamente, amar a nós mesmos emocionalmente, e nos sentir bem com aquilo que somos, não importando onde estamos nas hierarquias externas de poder. Na medida em que somos capazes de fazer isso, nós mudamos de uma existência baseada na dependência para a independência e a liberdade. Nós nos tornamos uma entidade independente viável. Para muitos, isso pode tomar uma grande parte de suas vidas. Outros nunca completam o nível de transformação, e alguns se recusam a entrar nele. A dor de confrontar o passado é muito grande.

Tornamos-nos totalmente viáveis e independentes quando dominamos os três primeiros níveis de consciência e os abordamos com crenças baseadas na abundância, amor próprio e respeito. O nível de transformação da consciência nos ajuda a fazer isso. O nível de transformação estabelece as bases para alinhar o ego (identidade externa, transitória) com a alma (identidade interna, eterna).

Conforme nosso software passa a ser baseado no amor, ao invés de baseado no medo, e remodelamos nosso cérebro, o campo de energia que representa nossos pensamentos e crenças do ego muda para uma freqüência mais alta de vibração; uma que é mais compatível com os pensamentos e as crenças da alma. Este processo pode levar vários anos.

Nivel 5

Consciência de Coesão Interna

Conforme nos tornamos um com nossa alma, entramos no nível de coesão interna. Começamos a passar de uma tomada de decisão baseada na crença, baseada em nossas experiências passadas, para uma tomada de decisão baseada em valores. Nós aprendemos a criar o mundo que queremos vivenciar. Claro que isso é um processo gradual, mas é também um grande salto. A viagem na consciência da alma envolve deixar todos os medos – inclusive o medo da morte. Precisamos largar todas as crenças baseadas no medo que subconscientemente condicionam nosso comportamento. Não estou dizendo que devemos colocar nossas mãos no fogo ou nos jogar de um penhasco, estou simplesmente dizendo que devemos cuidar de nossos corpos físicos, mas, ao mesmo tempo, não nos limitarmos por nossos pensamentos e crenças sobre o que podemos nos tornar. No nível do campo quântico, tudo existe em todas as suas possibilidades. São nossos pensamentos que tornam uma destas possibilidades em realidade. Precisamos acionar a inteligência da alma e desenvolver uma visão do que desejamos nos tornar.

Este é o momento quando encontramos as necessidades da alma. Conforme a influência do ego diminui, começamos a descobrir o desejo de nossa alma – o que é que nossa alma está pedindo para fazermos.

Esta é uma pergunta poderosa que usei muitas vezes durante um aconselhamento:

O que sua alma está pedindo para você fazer?

É neste ponto que passamos a achar sentido em nossa existência. Começamos a entender que nossas vidas não são sem sentido, mas cheias de sentido. Procuramos maneiras de fazer o que viemos para fazer: achar maneiras de realizar nosso significado.

Nivel 6

Fazendo a Diferença

Para realizar nosso significado precisamos fazer a diferença no mundo. É muito comum que isso envolva expandir nosso modelo de existência. Procuramos oportunidades para viver nossa paixão na companhia de outras pessoas que compartilham do mesmo propósito de alma. Começamos a nos associar com pessoas de fora de nosso círculo local; pessoas de culturas diferentes; pessoas de países diferentes; pessoas que compartilham de uma paixão similar. Vamos onde quer que sejamos chamados a ir; e começamos a formar alianças com aqueles que estão seguindo a mesma jornada de alma. Começamos a nos identificar com este grupo de pessoas em coalizões e culturas de significado.

Nivel 7

Serviço

Através deste processo, continuamos a aprofundar nosso senso de conectividade com a alma. Não apenas aprendemos a nos tornar uno com a alma, como também aprendemos a nos tornar uno com tudo. Conforme aprofundamos nosso sentido de conexão com a alma, começamos a passar da tomada de decisão baseada em valores para a tomada de decisão baseada na intuição. Aprendemos a viver o momento sem pensamentos, crenças ou agenda. Começamos a buscar nossa tomada de decisão na sabedoria da Mente Única – a não-consciência coletiva subjacente, conhecida também como Campo de Energia Ponto Zero. Conforme aprofundamos nossa conexão com a Mente Única, através da alma, entramos no nível de serviço desapegado.

Neste ponto do desenvolvimento de nossa consciência, dar se torna o mesmo que receber. Conforme aprendemos a nos identificar com a Mente Única, reconhecemos que somos como ondas no oceano da consciência. Somos todos aspectos da Mente Única tentando realizar o destino de nossas almas no plano físico.

Sobre o Autor Richard Barrett é Diretor Geral do Richard Barrett & Associados, uma consultoria em Transformação Cultural e Desenvolvimento da Liderança. Ele é o criador das Ferramentas de Transformação Cultural. Ele é um autor, palestrante e agente de mudança. Antes de criar sua consultoria, Richard era Coordenador de Valores no Banco Mundial de 1995 a 1997. Livros publicados em português: “Libertando a Alma da Empresa” e “Criando uma Organização dirigida por Valores”.

A Evolução Humana trabalha a favor da “Expansão da Consciência”.
Essa é nossa razão de existir!
 
Contatos:
Tel: +55 11 4551-3282
falecom@evolucaohumana.com.br Onde estamos:

São Paulo, SP – BrasilOnde atuamos:
Todo o território nacional, países de idiomas inglês e espanhol.

Sobre a Evolução Humana – Uma Consultoria em Desenvolvimento Humano e Organizacional – “Criatividade & Inovação” – marca registrada em nosso trabalho. Paixão por gente, foco do cliente, agilidade, qualidade, visão sistêmica são valores vividos e aplicados nos projetos de nossos clientes.

Oferecemos serviços em: cultura organizacional e transformação cultural por valores; gestão de mudanças – change management; desenvolvimento de liderança; coaching; avaliações de pessoas e/ou equipes – assessment; sistemas de pesquisas para DHO; inovação e sustentabilidade; educação coorporativa com mais de 100 temas, disponíveis nos formatos de treinamentos, workshops, oficinas de aprendizagem, palestras, in company, formação para trainees; e por meio de parcerias atuamos também nas áreas de remuneração e pesquisa salarial.

Levamos nossos serviços para todo o território nacional ou países de língua espanhola e inglesa. Somos uma equipe multidisciplinar, formada por mais de 30 profissionais entre consultores e equipes de desenvolvimento e produção.

Estamos prontos para lhes servir!

1 Comentário

  • Adna Posted 21 de outubro de 2019 03:10

    Bem explicativo esse texto. Profundo e susceptivel de longa avaliação com exercício para a vida

Adicionar comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *