A Agenda 2030 e os 17 ODS

A Agenda 2030 e os 17 ODS

Muitas empresas já estão alinhadas com a Agenda 2030 e integraram os 17 ODS dentro dos seus negócios, estabelecendo indicadores e metas e relatando anualmente o seu progresso de forma transparente.

Para essas empresas o seu negócio (produto) não é mais o seu negócio. O planeta passou a ser também um dos seus stakeholders. Essas empresas já contam com uma área de sustentabilidade, com diretoria executiva, gerência e colaboradores que trabalham alinhando o negócio da empresa com a implementação da Agenda 2030. O tema da sustentabilidade já gera valor social, econômico e ambiental para o seu negócio.

Por outro lado, muitas empresas (pequenas e médias) ainda estão longe desse alinhamento entre o seu negócio e o planeta. No meu contato com essas empresas, percebo que elas estão querendo se apropriar do tema da sustentabilidade de forma equivocada.

Dois são os erros que essas empresas estão cometendo.

Primeiro, Conselho, CEO, diretoria executiva não estão envolvidos diretamente nesse processo. Como seus principais interesses estão no produto, não têm tempo para olhar para o planeta.

Segundo, elas estão olhando primeiro para fora (contratando consultorias para iniciar esse processo) com o objetivo único de relatar o seu envolvimento no tema da sustentabilidade. O relato é importante, mas ele não é a causa. Ele é a consequência. A empresa consegue construir um relatório integrado de sustentabilidade para divulgação. No entanto, internamente não há engajamento entre as áreas e entre os colaboradores. E a empresa não consegue alinhar sua estratégia de negócio com uma estratégia de sustentabilidade. E é nesse ponto que ela precisa de uma consultoria para juntos construírem uma estratégia de sustentabilidade a partir do negócio.

Para essas empresas, segue um passo a passo de como ela pode se apropriar primeiro do tema da sustentabilidade:

1. Precisa ter uma estratégia de sustentabilidade (top down);
2. Criar uma comissão de sustentabilidade interna;
3. Fazer um benchmarketing de sustentabildiade com as empresas do mesmo setor para avaliar suas práticas no tema;
4. Definir um mapa de stakeholders interno (conselho, ceo, diretoria executiva e colaboradores) e externo (cliente, fornecedores, banco, reguladores, comunidade local e o planeta);
5. Definir a partir de conversas com os stakeholders os temas mais importantes para a empresa nos fatores Social, Ambiental e Econômico.
6. Estabelecer indicadores e metas nesses fatores alinhados com a Agenda 2030.
7. Comunicar o seu compromisso com a sustentabilidade.

Em que fase está a empresa que você trabalha com o tema da sustentabilidade?

————————————–A Agenda 2030 e os 17 ODS

Fabiano L. de Menezes

Consultor parceiro da Evolução Humana Consultoria

Head do Laboratório de Sustentabilidade da Unisantos e ponto focal do Pacto Global das Nações Unidas na mesma instituição.

 


WhatsApp – +55 11 99446 – 3444 ou falecom@evolucaohumana.com.br – será uma satisfação falar com você sobre este processo ou outros serviços que oferecemos.

Evolução Humana Consultoria – 12 anos oferecendo serviços de consultoria e treinamento para Desenvolvimento Humano, Organizacional e Cultura Organizacional.

Evolução Humana Consultoria é especialista em metodologias de Cultura Organizacional por Valores, e está pronta para adentrar nesta jornada de transformação com sua empresa.

Chame-nos para um bate-papo online e explicaremos passo-a-passo como poderemos apoiar você e sua empresa neste processo.

Nosso WhatsApp +55 11 99446-3444
Visite também nosso site: www.evolucaohumana.com.br

Ou nos envie e-mail:falecom@evolucaohumana.com.br

 

Adicionar comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *